PT EN FR

Thinqs
Magazine

Metal perfurado: Inspiração modernista na decoração e no design

18/11/2014

É na corrente modernista que fez história na segunda metade do século XX que se inspiram grande parte destas propostas.

O arquitecto catalão Barba Corsini ou o criador húngaro Mathieu Matégot são os nomes que aqui trazemos como exemplo. Em dois contextos geográficos completamente distintos, ambos foram influenciados por uma corrente estética que valorizava a depuração e a geometria da linha reta. No design gráfico, o desenho perfurado, ou o ‘grid system’ era imagem recorrente na época por estruturar a comunicação de acordo com as linhas retas e a geometica mais linear que era também a vigente na arquitetura. Foi esta influência que Matégot fez reflectir na folha metálica que serviu de base às coleções Dedal, kangourou e à cadeira Nagasaki, ou que Corsini seguiu para assinar a coleção de iluminação Pedrera inspirado em Mies van der Rohe ou Frank Lloyd Wright. Todas são editadas até hoje no catálogo da marca escandinava Gubi. Tendo em conta que hoje o metal é um dos materiais mais em 'alta' na decoração e no design de interiores, criadores como o britânico Tom Dixon recuperam em algumas das suas coleções o metal perfurado. Estas propostas acabam por ter como máximo denominador comum, um espírito clássico e intemporal.