PT EN FR

Thinqs
Magazine

Gonçalo Campos: designer português

22/02/2011

Apesar da curta carreira, Gonçalo Campos é um dos jovens designers portugueses mais experientes.

 

Pouco depois de ter saído dos bancos da Faculdade de Belas-Artes em Lisboa, onde tirou o curso de design de produto, Gonçalo Campos foi selecionado para a Fabrica, centro de pesquisa e comunicação da Benetton em Treviso, Itália.

 

Diz que a experiência foi mais do que enriquecedora, especialmente por ter percebido a importância que tem para um designer expor e mostrar o seu trabalho ao mundo.

 

Em 2009 foi para Paris a convite do designer Sam Baron, estagiando no estúdio do criador que é também diretor do departamento de design da Fabrica.

 

Hoje com 24 anos, Gonçalo Campos já se pode orgulhar de um convite da histórica e conceituada Zanotta, uma das marcas referência para a equipa de decoradores da QuartoSala, que em 2009 lhe pediu que redesenhasse a mesa Bieder e os bancos Allunagio, numa revisitação dos clássicos da própria Zanotta e do mestre Achille Castiglioni. As peças estiveram expostas em Milão, na 48ª edição do Salão Internacional de Mobiliário, I Saloni.

 

Ultimamente tem desenvolvido vários protótipos, alguns para marcas, outros para expor em nome próprio em galerias, desenvolvendo e explorando novos materiais como porcelana, madeira, a pedra ou o tecido. Nesta última categoria trabalhou com Burel, um material feito de lã, e usado noutros tempos para confeccionar as capas dos pastores. Esta colecção chama-se ‘Pregos e bolsos’.

 

Recentemente tem algumas das suas peças numa exposição na Galeria ‘Show me’, em Braga, que começou a produzir peças de design e convidou Gonçalo Campos para desenhar algumas.

 

A equipa de decoradores da QuartoSala selecionou para si algumas dessas criações.