PT EN FR

Thinqs
Magazine

Creative Love: Nipa Doshi e Jonathan Levian

24/03/2011

Por serem cada vez mais frequentes as histórias de casais de designers de diferentes nacionalidades a dar cartas no panorama internacional do design, a QuartaSala inicia uma série de artigos que relatam esta união e nos mostram as criações mais emblemáticas destas duplas internacionais.

O que farão juntos uma indiana e um escocês? Estão unidos pelo amor, e partilham uma paixão pelo design de interiores.

Nipa Doshi e Jonathan Levian fazem parte de uma geração de designers contemporâneos que primam pelo cruzamento da tecnologia com a tradição artesanal e a procura das raízes culturais, fazendo refletir essa riqueza no seu design.  

E isso não acontece por acaso. Nipa nasceu na Índia. Estudou em Londres na Royal Academy of Arts (RCA) em 1994, mas pouco depois regressou ao país de origem envolvendo-se com as comunidades locais de artesãs, especialmente na área dos têxteis. Voltou para Londres em 1998 e começou a trabalhar para a SCP.

Jonathan é oriundo da Escócia. Depois de ter frequentado uma licenciatura em Design, fez um mestrado em Design de Mobiliário na RCA onde conheceu Nipa Doshi. Iniciou o seu trabalho no atelier de Ross Lovegrove.

Fundaram o estúdio Doshi Levian há 11 anos. O atelier estabelecido em Londres começou por produzir uma colecção de tableware, loiça e cutelaria, para a Habitat de Tom Dixon e para a Tefal. Desde então têm sido várias as peças de mobiliário editadas pelas mais conceituadas marcas internacionais, de onde se destacam a Moroso e a Swarovski.

O trabalho da dupla traduz uma linguagem multidisciplinar e um claro cruzamento entre o avanço da tecnologia e a pesquisa e valorização das técnicas artesanais, valorizando as culturas locais, em especial das economias emergentes.

O 'Doshi Levian Design Office' tem sido convidado a comissionar diversos projectos internacionais, tirando o máximo partido deste cruzamento de conceitos, unindo tradição e modernidade, e conferindo desta forma uma visão de futuro ao design.

É neste contexto que em 2005 a dupla criou uma instalação a convite do Bristish Council para a Bienal do design ‘Experimenta’ em Lisboa com o título  ‘My World’. Uma exposição que visitou cidades como Vilnius, Oslo, Londres ou Nova Iorque.